Relações com Investidores
Site Institucional

Responsabilidade Social


Responsabilidade Social

Responsabilidade Social

Projeto Melhor Idade

No relacionamento com as comunidades, a Cristal desenvolve, desde Março de 2013, o Projeto Melhor Idade na localidade de Areias, estado da Bahia. O projeto foi elaborado para abranger toda a população acima de 40 anos da localidade, mas a aderência tem sido unicamente do público feminino, incluindo aquelas que estão fora da faixa etária inicialmente proposta, totalizando 47 mulheres, entre 24 e 78 anos, as quais iniciaram no projeto buscando perda de peso, mais saúde, tratamento e controle de doenças crônicas, melhora da funcionalidade nas atividades da vida diária, socialização, entre outros.

São realizados treinos com acompanhamento de profissionais de educação física, incluindo, entre outras atividades, exercícios de alongamento, fortalecimento muscular e caminhadas. Periodicamente são aferidas a circunferência da cintura e a pressão arterial das participantes, com o objetivo de acompanhar a evolução das mesmas.

Clube de Leitura

Há nove anos o clube de Leitura da Cristal contribui para o despertar da leitura entre crianças e adolescentes das comunidades de Areias, Jauá e Arembepe, estado da Bahia. Em 2016, o Clube registrou um total de 10.572 presenças em 249 encontros.

Adicionalmente, atividades extras realizadas dentro de instituições de ensino parceiras somaram outros 985 alunos atendidos.

O Clube de Leitura da Cristal atua em três vertentes:

a) nas atividades de leitura desenvolvidas nas sedes do Clube;

b) atividades nas escolas públicas com as quais tem parceria; e

c) na formação de professores.

O Clube conta com uma programação diversificada, incluindo sessões de contação de histórias e atividades culturais e de letramento (exibição de filmes, música, leitura livre, oficinas de escrita, desenho e pintura; apresentação de peça teatral, entre outras).

Da mesma forma que acontece desde o início das atividades do Clube, em 2016 os alunos foram provocados a pensar nas questões ambientais através de atividades desenvolvidas juntamente com o monitor.

Apoio ao esporte em geral

A Cristal acredita na força do esporte para melhorar a qualidade de vida das pessoas, contribuindo para todo o ambiente social. Em 2016 a Companhia estimulou, apoiou ou patrocinou iniciativas de esporte nas comunidades através das aulas de capoeira (em parceria com a Associação Abolição Capoeira, da qual participam 1.260 alunos de Areias, Arembepe e Abrantes) e hapkido (em parceria com a Federação Baiana de Hapkido, atendendo 175 crianças das comunidades de Areias, Arembepe e Jauá, além de filhos de funcionários do Condomínio Parque de Interlagos), no estado da Bahia.

Projeto Amigo Pescador

Criado pela Cristal com o objetivo de apoiar pescadores localizados na Estrada do Coco a aumentarem a produtividade, o Projeto Amigo Pescador realizou em 2016 ações voltadas para as colônias Z-57 (sede em Buraquinho) e Z-14 (sede em Arembepe), apoiando na melhoria da infraestrutura das respectivas sedes e na realização de eventos culturais realizadas pelos pescadores de Buraquinho, Busca Vida e Jauá.

Programa Portas Abertas

Atenção especial também é dada aos programas de comunicação com as comunidades vizinhas à fábrica situada na Bahia, através de reuniões e participação em conselhos comunitários, além do programa de visitação Portas Abertas, do website cristal-al.com.br e da linha gratuita 0800 284 9114.

Em 2016, o Programa Portas Abertas levou à fábrica 382 visitantes da Região Metropolitana de Salvador e mesmo de outros estados. Foram 26 visitas no ano, quando os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer de perto a atuação da Cristal nas áreas ambiental, social e de processo industrial. Todas essas iniciativas em parceria com a comunidade estão em conformidade com as condicionantes da licença de operação da fábrica.

O Programa Portas Abertas também acontece na mina, situada no estado da Paraíba, com o objetivo de estabelecer um relacionamento transparente com empregados, familiares e comunidades, além de estudantes, professores e profissionais interessados em conhecer as práticas da Companhia. Na mina, o programa de visitação teve início em 1995 e já envolveu mais de 7.118 pessoas (240 em 2016).

Projeto Agente de Segurança Mirim

Na mina, no estado da Paraíba, foi realizada a terceira edição do Projeto Agente de Segurança Mirim, criado em 2014 com o objetivo de criar um círculo virtuoso em relação à segurança dentro e fora do local de trabalho.

Filhos dos empregados e contratados são inseridos na cultura da segurança, levam esses novos hábitos para dentro do convívio familiar e reforçam a consciência dos pais para manterem um comportamento seguro em casa e no trabalho. Em 2016, um total de 21 crianças entre 6 a 12 anos aceitaram o convite para passar um dia inteiro na mina
sob a supervisão de um grupo de voluntários, participando de atividades práticas educativas e recreativas que mostravam como e porque devemos adotar um comportamento seguro nos mínimos detalhes da nossa vida.

Programas de Educação Ambiental e Recomposição de Áreas Mineradas

O Programa de Educação Ambiental é realizado na Base de Pesquisas Ambientais da mina, onde alunos e professores recebem informações sobre preservação do meio ambiente, conhecem de perto a fauna e flora local e percorrem trilhas ecológicas. Desde 1996, quando o programa foi iniciado, 9.022 estudantes e 728 professores já visitaram a área de proteção ambiental.

Já o Programa de Recomposição de Áreas Mineradas garantiu, em 2016, o plantio de 11.487 mudas (totalizando 1.664.272 desde o início do programa). Com isso foram recuperados no ano 37,18 hectares, completando um total de 558,93 hectares recompostos. Dez famílias da zona rural do município de Mataraca – PB são diretamente envolvidas na produção de mudas nativas, atividade que promove geração de renda.

Essas famílias em 2016 foram responsáveis por 79% da quantidade de mudas demandada pelo programa.

Programa de Reuso de Águas de Processo

O Programa de Reuso de Águas de Processo obteve novo recorde em 2016 e garantiu a reutilização de 94% dos efluentes das plantas úmidas de beneficiamento. Essas águas foram direcionadas para manutenção do nível do lago operacional do complexo draga, representando uma redução de 12% de captação de água “nova” do manancial responsável pelo abastecimento da mina, o rio Guajú.

Em 2016 a Cristal Mineração colheu frutos da instalação de sistema de medição setorizada do consumo de água potável e campanhas de conscientização sobre uso responsável da agua, ações que reduziram o consumo em mais de 40% frente a média histórica registrada na operação.

Copyright © 2018 Cristal | Todos os direitos reservados

Powered by